Aumento de etanol na gasolina começa a valer em 1º de maio

O governo publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira a decisão de elevar o percentual do etanol na gasolina de 20% para 25% a partir de 1º de maio, conforme decisão anunciada no fim de janeiro pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. A decisão já havia sido anunciada no fim de janeiro pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. A mistura de 20% está em vigor desde 1º de outubro de 2011. Um dos objetivos do governo é reduzir o impacto do aumento da gasolina e do diesel, realizado também no fim de janeiro, já que o etanol anidro é mais barato do que o combustível fóssil. O aumento do percentual, no entanto, não deverá reduzir a necessidade de importação de gasolina pela Petrobras, um fator que tem pesado nos resultados da estatal. As usinas de cana projetam uma safra recorde, enquanto analistas acreditam que a colheita e a moagem podem começar mais cedo este ano, o que deve garantir o abastecimento, mesmo com a maior demanda por etanol para mistura na gasolina. Fonte: Terra

Brasil vai ser 5ª economia do mundo antes de 2015

Ministro da Fazenda destacou que a velocidade de crescimento do País é o dobro da registrada na Europa e disse esperar melhora nas condições econômicas do Brasil em 2012. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta terça-feira, 27, que em menos de quatro anos o Brasil será a quinta maior economia do mundo, em termos de Produto Interno Bruto (PIB), superando a França. “O FMI prevê que o Brasil será a quinta economia em 2015, mas acredito que isso ocorrerá antes”, disse. Mantega ressaltou que a velocidade de crescimento do Brasil é o dobro da registrada pelos países europeus. “Portanto, é inexorável que nós passemos a França e no futuro, quem sabe, a Alemanha, se ela não tiver um desempenho melhor”, disse. O ministro reafirmou que de 2003 a 2010, o crescimento do País ficou ao redor de 4% e que, em 2012, esse patamar será retomado, pois estima que o PIB deve avançar de 4% a 5%. Ontem, o jornal britânico The Guardian, citando um estudo do Centro de Pesquisa para Economia e Negócios (CEBR, em inglês), indicou que o País já é a sexta economia global, à frente do Reino Unido. O ministro ressaltou que o Brasil … Continua

Governador lança programa de geração de renda

O programa Economia Verde e Solidária será lançado pelo governador Raimundo Colombo, na segunda-feira, 18, às 10h, no Centro Administrativo do Governo, em Florianópolis. Promovido pelas secretarias do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), o programa tem o objetivo de fomentar empreendimentos produtivos coletivos que visem a geração de trabalho e renda no Estado. “É um projeto inovador, onde as unidades produtivas poderão inscrever seus trabalhos e será destinado até R$ 300 mil para cada”, afirma o secretário da SDS, Paulo Bornhausen. O Economia Verde e Solidária, instituído por meio do decreto no 1.428 de 11 de março de 2013, terá investimento de até R$ 20 milhões, sendo 50% do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e os outros 50% da SDS, aportados pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC). Serão realizados eventos regionais em 18 municípios catarinenses para divulgação e esclarecimentos. O período de inscrição dos projetos segue até o dia 2 de maio. Os empreendimentos serão classificados nas fases de habilitação jurídica e técnica e receberão visitas antes da divulgação dos aprovados. Os recursos do BNDES serão destinados aos projetos, enquanto o valor investido … Continua

Governo de SC discute três projetos para malha ferroviária no estado

Um faz ligação entre portos de Imbituba, Itajaí e São Francisco do Sul. Projetos estão previstos no PAC e estudos ambientais já iniciaram. Autoridades do governo de Santa Catarina, de Brasília e da indústria participaram nesta sexta-feira (15) em Florianópolis de uma reunião para discutir a expansão das ferrovias no estado catarinense. O governo federal anunciou que deve investir, só na região Sul do Brasil, aproximadamente 1,6 mil quilômetros de malha ferroviária. Em Santa Catarina, três projetos estão em discussão. O primeiro deles faz a ligação entre os portos de Imbituba, no Sul, Itajaí e São Francisco do Sul, no Norte. O segundo liga as regiões Norte e Sul do estado e o terceiro começa na região Oeste e termina no Litoral. Esta última proposta é apontada como prioridade pela Frente Parlamentar de Ferrovias em Brasília. Para o presidente da entidade, o deputado federal Pedro Uczai, “nós temos que integrar o estado de Santa Catarina no centro, no meio dele, para que possa ramificar a distribuição dos insumos e a distribuição da proteína animal”. Em relação às verbas, os projetos estão previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e no Plano Nacional de Logística e Transportes. Os estudos de … Continua

Indústria tem maior alta em quase 3 anos impulsionada pela produção de veículos

A produção industrial brasileira subiu 5,7% em janeiro na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (7). O resultado mensal de janeiro é o mais expressivo desde março de 2010, quando a atividade registrou avanço de 3,4% na comparação anual. Na comparação com dezembro, a alta foi de 2,5% (a maior expansão mensal em quase três anos). De acodo com o IBGE, a produção de veículos teve alta de 39,3% em um ano, e exerceu a maior influência positiva no indicador, com destaque para a maior fabricação de carros, caminhões e ônibus. A produção de caminhões cresceu 206,4% em janeiro na comparação com igual mês do ano passado e impulsionou a fabricação de bens de capital. Parte da alta pode ser explicada pelos dados ruins obtidos pelo setor em janeiro do ano passado, quando teve uma queda de 26,8%, em virtude das paralisações ocorridas por conta da concessão de férias coletivas em várias empresas. Com esse resultado, o setor interrompe o comportamento negativo presente desde novembro (na comparação mensal), período em que acumulou perda de 4,5%. Além da fabricação de veículos, outras indústrias tiveram alta em janeiro: refino … Continua

IPC-Fipe registra deflação na 2ª quadrissemana de março

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo caiu 0,11% na segunda quadrissemana de março, ante variação positiva de 0,06% na primeira quadrissemana do mês, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta terça-feira. Na segunda quadrissemana de março, os preços do grupo Habitação registraram queda de 1,11%, enquanto os do setor de Despesas Pessoais teve queda de 0,53%. O IPC-Fipe mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos. A divulgação do IPC-Fipe referente à terceira quadrissemana de março ocorrerá em 26 de março. Fonte: Terra

Ligações de telefones fixos para móveis vão ficar mais baratas a partir de 6 de abril

A redução nas tarifas das chamadas feitas de telefones fixos para móveis vai entrar em vigor no dia 6 de abril, segundo informações da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Foram publicados nesta quinta-feira (7) no Diário Oficial da União os atos nº 1.521 e nº 1.522, que estabelecem as novas tarifas dos planos básicos das operadoras de telefonia fixa para terminais do Serviço Móvel Especializado (rádio) e Serviço Móvel Pessoal (telefonia celular). Em 2013, as concessionárias Oi S.A (Brasil Telecom), Telefônica, CTBC Telecom, Sercomtel e Embratel terão redução de 8,77% no valor das tarifas. Já a Telemar Norte Leste S.A terá redução maior, de 18,60%, porque a diminuição tarifária do ano passado não foi aplicada pela Anatel  para a operadora em razão de determinações judiciais. Fonte: UOL Link da noticia: http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/03/07/ligacoes-de-telefones-fixos-para-moveis-vao-ficar-mais-baratas-a-partir-de-6-de-abril.htm

Safra de grãos deve ser 13,2% maior em 2013, estima IBGE

A produção nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas no Brasil deve atingir 183,4 milhões de toneladas em 2013, o que representa alta de 13,2% sobre as 162,1 milhões de toneladas de 2012, de acordo com a segunda estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quinta-feira (7). O resultado é praticamente idêntico à estimativa feita pelo instituto em janeiro. Segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, elaborado mensalmente pelo IBGE, a área plantada em 2013 deverá ser de 52,8 milhões de hectares, ou 8% maior que área colhida em 2012 (48,8 milhões de hectares). Este número traz uma redução de 201.605 hectares – ou 0,4% – em relação à estimativa de janeiro. Arroz, milho e soja, os três principais produtos deste grupo, representam 92,5% da estimativa da produção e 85,6% da área a ser colhida. Em relação a 2012, houve acréscimos na área de 1,4% para o arroz, de 7,6% para o milho e de 10,1% para a soja. Quanto à produção, comparados a 2012, os acréscimos são de 4,9% para o arroz, de 4,1% para o milho e de 26,8% para a soja. Regiões A região Sul deve ser responsável por 71,9 milhões de toneladas em … Continua

Santa Catarina produz o primeiro copo plástico com gás natural do mundo

Projeto desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com apoio técnico e financeiro da Petrobras e da Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS), concebeu uma solução movida a gás natural para o segmento de termoformagem de plástico, ao invés do que é comumente utilizado, a eletricidade. Na última quinta-feira, 7, na sede da empresa parceira do estudo, NTS Máquinas e Equipamentos, em Criciúma, foi produzido o primeiro copo plástico do mundo com energia proveniente do gás natural. O processo, até então, era realizado apenas com energia elétrica. Agora, até 30% da etapa de aquecimento poderá ser substituída por um painel radiante movido a gás natural, com grandes vantagens econômicas para as indústrias.  O protótipo foi testado nas instalações da NTS Máquinas e Equipamentos, parceira do projeto e fabricante de equipamentos de termoformagem. O projeto é o único do mundo neste formato, e, após ser patenteado, poderá representar ganhos em competitividade para a indústria nacional. Denominado Termopor, o estudo foi conduzido durante três anos e contou com investimentos de R$ 1,7 milhão. “A solução industrial é inédita e abre caminho para uma nova aplicação do gás natural, contribuindo para a diversificação do uso desta fonte de energia ambientalmente correta”, explica o gestor do projeto por parte … Continua

Setor elétrico receberá investimentos de R$ 14,6 bi até 2017

O setor elétrico deverá receber investimentos de R$ 14,6 bilhões nos próximos cinco anos em novos projetos de transmissão. O dado foi divulgado nesta segunda-feira pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), referente ao Programa de Expansão da Transmissão (PET) 2013-2017. O valor representa investimentos em linhas e subestações, com destaque para o sistema de transmissão da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, que terá linha principal de 800 quilovolts (kV), entre a subestação Xingu, no Pará, e Terminal de Minas, em Minas Gerais. O custo dessa linha e respectivas subestações, com 2.140 quilômetros (km) de extensão, é R$ 4 bilhões. Belo Monte está prevista para operar a partir de janeiro de 2017. O PET 2013-2017 inclui também as linhas de transmissão planejadas para escoar a energia gerada por 39 parques eólicos que venceram leilão de venda de produção realizado em 2011, com 976 megawatts (MW) de capacidade total de geração. Nos próximos cinco anos, a região que receberá maior investimento em transmissão de energia será a Norte, com 4.752 km de linhas, ao valor de R$ 4,9 bilhões. O Sudeste e o Centro-Oeste receberão 2.705 km de linhas, a R$ 1,5 bilhão. A Região Nordeste ganhará 2.418 km de linhas, com … Continua

Visite o estande A164 da Centraco: Na Feira TecnoCarne SP – De 08 a 10 de Agosto de 2017

Visite nosso estande A164 da Centraco. São Paulo, junho de 2017 – Empresas nacionais e internacionais se reúnem, entre os dias 08 e 10 de agosto, na 13ª edição da Tecnocarne – Feira Internacional de Tecnologia para a Indústria de Proteína Animal, no São Paulo Expo. Consolidada como o principal palco para a apresentação de tendências e lançamentos, a feira reunirá em um só espaço diferentes representantes do setor, que apresentarão as novidades para a indústria de processamento de carne bovina, suína, aves e de peixes.